Chegas de bois e concursos pecuários: o saber fazer associado à raça bovina Barrosã

A região de Barroso (Norte de Portugal), mais do que pela agricultura, tem a sua economia marcada pela pecuária, com destaque para o gado bovino, e para a raça bovina Barrosã. Esta raça assume grande importância para a economia local; contando a sua promoção com o apoio de associações privadas e, ainda, com o apoio de poder municipal. Responsável, por exemplo, pelo apoio financeiro à organização de campeonatos de chegas de bois bem como de concursos pecuários, eventos de grande importância, pois contribuem para que a raça mantenha as suas características e qualidades. Assim, pretendo apresentar respostas a diversas questões: como se seleciona um touro de combate?; como se prepara um touro para combater?; os cuidados, como alimentação, a ter com estes diferem dos cuidados a ter com o de outros touros, bois e vacas?; quais as características avaliadas nos concursos pecuários?; de que forma essas são avaliadas?; como são os animais preparados para estes eventos?; e como se garante a transmissão das melhores características da raça entre gerações?. Procuro, da mesma forma, dar a conhecer como estes saberes se aprendiam e aprendem, pois é comum a presença de crianças nestes eventos, por vezes, junto aos animais, propriedade de familiares, que, assim, “desde pequenos vão ganhando o vício pelos bois, e, depois, não largam”. Assim, através da observação e de entrevistas, procuro, através do "saber fazer" associado ao gado bovino, compreender de perto a relação que este proprietários têm com os seus recursos e como os moldam às necessidades.


Video



Comentarios

Inicie Sesión aquí para comentar