Patrimônio cultural: conflitos e negociações na identificação, legislação e proteção dos bens imateriais.

Resumo Neste texto se reflete sobre a face imaterial do patrimônio cultural sob a ótica das políticas públicas patrimoniais. Propõe-se pensar o patrimônio imaterial como um conceito maleável e fluido utilizado por diferentes esferas do campo patrimonial, sujeito este a conflitos e negociações dado a sua complexa heterogeneidade e multiplicidade de agentes que nele atuam. Nesse marco, nosso interesse é pensar a cidade de Florianópolis/SC, prioritariamente seu centro histórico sob a face imaterial do campo patrimonial que não é precisamente consensual e que se traduz em nível das vivências, das práticas, dos saberes e fazeres das práticas do cotidiano.  


Video



Comentarios

Inicie Sesión aquí para comentar