Artículo

“O que era preciso é um campo da bola para as crianças” – reflexão sobre necessidades de alterações no espaço público

Em três bairros municipais situados na freguesia lisboeta de Marvila, foi observado que, para moradores e comerciantes, a maior necessidade de alteração dos espaços públicos é a construção de um campo de futebol e/ou um parque infantil. Esta constatação foi adquirida a partir de um trabalho realizado para a associação Rés do Chão, em que foram utilizadas várias ferramentas de trabalho etnográfico.  Estes bairros são de realojamento de moradores que viviam em casas de autoconstrução com más condições de habitação e saneamento. É relevante observar que, entre estes bairros, existem dois espaços para jogos de futebol e três parques infantis. Constata-se que a necessidade de mais espaços para desporto e recreação advém da assumpção dos indivíduos que estes espaços deveriam ser mais próximos de suas casas. A ideia subjacente nestes discursos é que se, por um lado, um bairro é mais beneficiado por ter mais equipamentos, por outro lado, existe um risco das crianças irem para este outro bairro, por causa de potenciais conflitos. Em suma, neste espaço urbano existem conflitos e tensões, que se agudizam devido à diversidade de etnias residentes entre estes bairros. Neste pequeno território, pouco maior que 20 campos de futebol, existe uma série de equipamentos desportivos e recreativos. Não obstante, o discurso maioritário de mais de cem inquéritos é a necessidade de ter à porta este tipo de equipamentos, em detrimento de outras opções. Deste modo, pretendo apresentar resultados deste trabalho e refletir como estes indivíduos percecionam as necessidades de alterações no seu espaço público.
(*)El autor o autora no ha asociado ningún archivo a este artículo