REPRESENTAÇÕES SOBRE NÍVEIS DE PROFICIÊNCIA DE LEITURA E ESCRITA DE FUTUROS PEDAGOGOS

O sistema público de educação fundamental no Brasil só atinge em meados dos anos 1990 a sua cobertura máxima de 97% de crianças de 7 a 14 anos. Embora este tenha sido um passo importante, o país ainda enfrenta problemas quanto à qualidade do ensino oferecido, especialmente aos mais pobres. Se tomarmos os índices do PISA, constatamos que o Brasil é, ainda, um dos países com piores desempenhos entre os membros da OCDE. Uma das possíveis justificativas para estes resultados se deve, segundo relatórios da UNESCO, ao baixo nível de qualificação e valorização docente. Micro dados do Exame Nacional do Ensino Superior (ENADE) no Brasil indicam que os ingressantes nos cursos de Pedagogia apresentam as notas mais baixas nas provas de acesso. Considerando, por um lado, que a cultura escrita é a base da educação formal e que as habilidades de participação em práticas de leitura e escrita são desenvolvidas em processos de socialização, que dependem de mediação, e, por outro lado, que as crianças das camadas populares brasileiras têm poucas oportunidades de convívio com adultos letrados, é inquestionável a responsabilidade da escola e, em especial, dos professores como mediadores neste processo. Por esta razão, interessa-nos compreender as estratégias dos professores de um curso experimental de Pedagogia para melhorar os níveis de proficiência de leitura e escrita de futuros pedagogos. Neste trabalho específico, analisamos os discursos de professores orientadores com ênfase nas representações sobre o que consideram bons resultados. Como metodologia, analisamos oito entrevistas, uma palestra, além de 72 pareceres sobre os trabalhos monográficos de final de curso. Optamos por estudar estes trabalhos, uma vez que são a produção de maior fôlego dos futuros pedagogos. Estamos interessados em compreender quais são os usos destas produções para a formação docente, quais suas funções sociais e quais significados adquirem neste contexto.


Video



Comentarios

Inicie Sesión aquí para comentar